FANDOM


Linha 1: Linha 1:
{{edição|Layout antigo}}
+
{{Tradução}}{{C-top}}
{{C-top}}
 
   
 
==História==
 
==História==
Linha 5: Linha 5:
 
"'''''A mente é algo maravilhoso de se destruir'''''."
 
"'''''A mente é algo maravilhoso de se destruir'''''."
   
Sádico e astuto, Thresh é um espírito incansável que orgulha-se de atormentar os mortais e de quebrá-los de maneira lenta e excruciante. Suas vítimas sofrem muito além do ponto da morte, pois Thresh desfere agonia em suas almas, aprisionando-os em sua lanterna para torturá-los pela eternidade.
+
Sádico e astuto, {{Csi|Thresh}} é um espírito incansável que orgulha-se de atormentar os mortais e de quebrá-los de maneira lenta e excruciante. Suas vítimas sofrem muito além do ponto da morte, pois {{Csi|Thresh}} desfere agonia em suas {{ai|Condenação|Thresh|almas}}, aprisionando-os em sua {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} para torturá-los pela eternidade.
   
Em uma era em que sua história quase havia sido esquecida, o homem que futuramente seria conhecido por Thresh foi outrora um membro de uma ordem devota a acumular e proteger o conhecimento. Os mestres dessa ordem lhe incumbiram de proteger um cofre subterrâneo repleto de artefatos mágicos perigosos e corrompidos. Thresh era muito metódico e de fibra moral muito firme, sendo a pessoa perfeita para tal trabalho.
+
Em uma era em que sua história quase havia sido esquecida, o homem que futuramente seria conhecido por {{Csi|Thresh}} foi outrora um membro de uma ordem devota a acumular e proteger o conhecimento. Os mestres dessa ordem lhe incumbiram de proteger um cofre subterrâneo repleto de artefatos mágicos perigosos e corrompidos. {{Csi|Thresh}} era muito metódico e de fibra moral muito firme, sendo a pessoa perfeita para tal trabalho.
   
O cofre que protegeu estava profundamente enterrado sob a cidadela ao centro de uma cadeia de ilhas, protegido por sigilos rúnicos, trancas arcanas e potentes sentinelas. O longo período que Thresh passou na presença da magia negra começou a afetá-lo, pois a magia buscava emergir a sua malícia interior. Por anos as relíquias buscavam por suas inseguranças, provocando-o com seus próprios medos e alimentando-se de sua amargura.
+
O cofre que protegeu estava profundamente enterrado sob a cidadela ao centro de uma cadeia de ilhas, protegido por sigilos rúnicos, trancas arcanas e potentes sentinelas. O longo período que {{Csi|Thresh}} passou na presença da magia negra começou a afetá-lo, pois a magia buscava emergir a sua malícia interior. Por anos as relíquias buscavam por suas inseguranças, provocando-o com seus próprios medos e alimentando-se de sua amargura.
   
O rancor de Thresh surgiu através de atos libertinos de crueldade ao que seu talento por explorar vulnerabilidades havia florescido. Ele lentamente arrancou páginas de um livro vivo, prendendo-as de volta quando dele já não emanava mais energia. Ele arranhou o vidro de um espelho preso à memória de um antigo mago até tornar-se opaco, prendendo o homem na escuridão, simplesmente para poli-lo e repetir o ato. Exatamente como um segredo que pede para ser contado, um feitiço nada mais quer do que ser conjurado, e Thresh negava isso dia após dia. Ele iniciava o recital de um encantamento, deixando as palavras tamborilando em sua língua, hesitando exatamente antes da última sílaba.
+
O rancor de {{Csi|Thresh}} surgiu através de atos libertinos de crueldade ao que seu talento por explorar vulnerabilidades havia florescido. Ele lentamente arrancou páginas de um livro vivo, prendendo-as de volta quando dele já não emanava mais energia. Ele arranhou o vidro de um espelho preso à memória de um antigo mago até tornar-se opaco, prendendo o homem na escuridão, simplesmente para poli-lo e repetir o ato. Exatamente como um segredo que pede para ser contado, um feitiço nada mais quer do que ser conjurado, e {{Csi|Thresh}} negava isso dia após dia. Ele iniciava o recital de um encantamento, deixando as palavras tamborilando em sua língua, hesitando exatamente antes da última sílaba.
   
Tornou-se incrivelmente habilidoso em cobrir toda a evidência de sua crueldade, tal qual ninguém na ordem suspeitava de que era qualquer coisa além de um guarda disciplinado. O cofre cresceu de tal maneira que ninguém conhecia seu conteúdo tão bem quanto Thresh; os artefatos menos importantes desapareceram das lembranças da ordem, assim como o próprio vigia.
+
Tornou-se incrivelmente habilidoso em cobrir toda a evidência de sua crueldade, tal qual ninguém na ordem suspeitava de que era qualquer coisa além de um guarda disciplinado. O cofre cresceu de tal maneira que ninguém conhecia seu conteúdo tão bem quanto {{Csi|Thresh}}; os artefatos menos importantes desapareceram das lembranças da ordem, assim como o próprio vigia.
   
 
Ele ficou ofendido quando soube que teria que esconder seu trabalho meticuloso. Tudo sob sua guarda era mau ou corrompido de alguma maneira — por que ele não poderia ter a liberdade de agir como quisesse?
 
Ele ficou ofendido quando soube que teria que esconder seu trabalho meticuloso. Tudo sob sua guarda era mau ou corrompido de alguma maneira — por que ele não poderia ter a liberdade de agir como quisesse?
Linha 20: Linha 20:
 
O cofre guardava muitos artefatos mágicos peculiares, mas nenhuma pessoa, até o dia que um homem acorrentado foi arrastado até as catacumbas subterrâneas. Era um bruxo que havia infundido o próprio corpo com feitiçaria bruta, recebendo o poder de regenerar a própria carne, não importa o quão profundo fossem os ferimentos.
 
O cofre guardava muitos artefatos mágicos peculiares, mas nenhuma pessoa, até o dia que um homem acorrentado foi arrastado até as catacumbas subterrâneas. Era um bruxo que havia infundido o próprio corpo com feitiçaria bruta, recebendo o poder de regenerar a própria carne, não importa o quão profundo fossem os ferimentos.
   
Thresh estava impressionado com a situação — um ser que podia sentir cada detalhe do sofrimento humano, mas não morria; algo com o que ele poderia brincar e atormentar por anos a fio. Ele começou separando metodicamente a pele do bruxo de sua carne com um gancho; usava suas correntes para golpear e abrir cada vez mais a ferida aberta até que curasse. Chegou a vestir as correntes conforme patrulhava o cofre, divertindo-se com o medo que o bruxo tinha do som distante de sua aproximação.
+
{{Csi|Thresh}} estava impressionado com a situação — um ser que podia sentir cada detalhe do sofrimento humano, mas não morria; algo com o que ele poderia brincar e atormentar por anos a fio. Ele começou separando metodicamente a pele do bruxo de sua carne com um {{ai|Esfolar|Thresh|gancho}}; usava suas correntes para golpear e abrir cada vez mais a ferida aberta até que curasse. Chegou a vestir as correntes conforme patrulhava o cofre, divertindo-se com o medo que o bruxo tinha do som distante de sua aproximação.
   
Com cada vez mais o que fazer no cofre, Thresh ficou ainda mais distante da ordem acima. Ele passou a levar suas refeições para sua câmara subterrânea, comendo com a iluminação de nada mais que uma única lanterna, raramente voltando para a superfície. Por evitar a luz do sol, sua pele desenvolveu uma compleição pálida e sue rosto ficou descarnado e oco. Membros da ordem o evitavam e, nem mesmo quando uma série de misteriosos desaparecimentos castigaram a ordem, pensaram em investigar seu esconderijo.
+
Com cada vez mais o que fazer no cofre, {{Csi|Thresh}} ficou ainda mais distante da ordem acima. Ele passou a levar suas refeições para sua câmara subterrânea, comendo com a iluminação de nada mais que uma única {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}}, raramente voltando para a superfície. Por evitar a luz do sol, sua pele desenvolveu uma compleição pálida e sue rosto ficou descarnado e oco. Membros da ordem o evitavam e, nem mesmo quando uma série de misteriosos desaparecimentos castigaram a ordem, pensaram em investigar seu esconderijo.
   
Quando o desastre conhecido como Ruína aconteceu, ondas de choque mágicas clamaram pelas vidas de todos que viviam nas ilhas e a deixaram num estado de desmorte. Embora muitos berravam de agonia, Thresh enxergava em tudo um deleite. Ele surgiu desse cataclisma como uma abominação espectral, mas, ao contrário de muitos que passaram para o mundo das sombras, Thresh não perdeu sua identidade. Em vez disso, sua inclinação pela tortura cruel e capacidade de discernir fraquezas somente aumentou.
+
Quando o desastre conhecido como Ruína aconteceu, ondas de choque mágicas clamaram pelas vidas de todos que viviam nas ilhas e a deixaram num estado de desmorte. Embora muitos berravam de agonia, {{Csi|Thresh}} enxergava em tudo um deleite. Ele surgiu desse cataclisma como uma abominação espectral, mas, ao contrário de muitos que passaram para o mundo das sombras, {{Csi|Thresh}} não perdeu sua identidade. Em vez disso, sua inclinação pela tortura cruel e capacidade de discernir fraquezas somente aumentou.
   
Lhe agradava a chance de continuar sua crueldade sem medo de represálias, alheio aos limites da mortalidade. Em forma de espectro, o tormento de Thresh para vivos e mortos não teria fim, deleitando-se no desespero alheio antes de tomar suas almas para uma eternidade de sofrimento.
+
Lhe agradava a chance de continuar sua crueldade sem medo de represálias, alheio aos limites da mortalidade. Em forma de espectro, o tormento de {{Csi|Thresh}} para vivos e mortos não teria fim, deleitando-se no desespero alheio antes de tomar suas {{ai|Condenação|Thresh|almas}} para uma eternidade de sofrimento.
   
Thresh agora busca somente vítimas específicas: as mais inteligentes, resilientes e com forte determinação. Sua maior alegria vem de atormentar suas vítimas até que percam qualquer fagulha de esperança, pouco antes de enfrentar o golpe inevitável de suas correntes.
+
{{Csi|Thresh}} agora busca somente vítimas específicas: as mais inteligentes, resilientes e com forte determinação. Sua maior alegria vem de atormentar suas vítimas até que percam qualquer fagulha de esperança, pouco antes de enfrentar o golpe inevitável de suas correntes.
   
   
Linha 37: Linha 37:
 
O som de metal se raspando entre si ecoou pelos campos. Do lado de fora, uma névoa anormal cobria totalmente a lua e as estrelas, além de anuviar o som dos insetos.
 
O som de metal se raspando entre si ecoou pelos campos. Do lado de fora, uma névoa anormal cobria totalmente a lua e as estrelas, além de anuviar o som dos insetos.
   
Thresh aproximou-se de uma choupana em ruínas. Levantou a lanterna, não para ver seus arredores, mas sim para observar dentro do vidro. O interior da lanterna lembrava um firmamento estrelado com seus milhares de pequenos orbes verdes e brilhantes. Agitados, eles tentavam evitar o olhar de Thresh. Sua boca retorceu-se em um sorriso grotesco; os dentes refletiam o brilho. Cada uma das luzes lhe era preciosa.
+
{{Csi|Thresh}} aproximou-se de uma choupana em ruínas. Levantou a {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}}, não para ver seus arredores, mas sim para observar dentro do vidro. O interior da {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} lembrava um firmamento estrelado com seus milhares de pequenos orbes verdes e brilhantes. Agitados, eles tentavam evitar o olhar de {{Csi|Thresh}}. Sua boca retorceu-se em um sorriso grotesco; os dentes refletiam o brilho. Cada uma das luzes lhe era preciosa.
   
Detrás da porta, um homem choramingava. Thresh sentiu sua dor e por ela foi atraído. Ele conhecia o sofrimento do homem como se fosse um velho amigo.
+
Detrás da porta, um homem choramingava. {{Csi|Thresh}} sentiu sua dor e por ela foi atraído. Ele conhecia o sofrimento do homem como se fosse um velho amigo.
   
Thresh havia aparecido para esse homem somente uma vez, mas desde então o espectro havia levado todos os seus entes queridos: desde seu cavalo preferido até sua mãe, irmão e, recentemente, um servente que havia se tornado um confidente muito próximo. O espectro sequer quis fingir mortes naturais; ele quis que o homem soubesse quem havia causado cada perda.
+
{{Csi|Thresh}} havia aparecido para esse homem somente uma vez, mas desde então o espectro havia levado todos os seus entes queridos: desde seu cavalo preferido até sua mãe, irmão e, recentemente, um servente que havia se tornado um confidente muito próximo. O espectro sequer quis fingir mortes naturais; ele quis que o homem soubesse quem havia causado cada perda.
   
 
Passou através da porta, fazendo ruído com as correntes que arrastava atrás dele. As paredes estavam úmidas e incrustadas com muitos anos de sujeira. A aparência do homem era ainda pior: seu cabelo era longo e sem brilho, sua pele coberta de feridas. Ele vestia o que outrora foram finas roupas de veludo, mas agora não passavam de trapos rasgados e puídos.
 
Passou através da porta, fazendo ruído com as correntes que arrastava atrás dele. As paredes estavam úmidas e incrustadas com muitos anos de sujeira. A aparência do homem era ainda pior: seu cabelo era longo e sem brilho, sua pele coberta de feridas. Ele vestia o que outrora foram finas roupas de veludo, mas agora não passavam de trapos rasgados e puídos.
Linha 49: Linha 49:
 
— Por favor... Você não, por favor... — ele sussurrava.
 
— Por favor... Você não, por favor... — ele sussurrava.
   
— Muito tempo atrás, eu havia clamado você como meu. — a voz de Thresh estalava e falhava, como se não houvesse falado por uma era — Chega a hora de eu coletar...
+
— Muito tempo atrás, eu havia clamado você como meu. — a voz de {{Csi|Thresh}} estalava e falhava, como se não houvesse falado por uma era — Chega a hora de eu coletar...
   
 
— Estou morrendo. — interrompeu o homem, praticamente inaudível — Se está aqui para me matar, é melhor se apressar. — ele fez um esforço para olhar o espírito diretamente.
 
— Estou morrendo. — interrompeu o homem, praticamente inaudível — Se está aqui para me matar, é melhor se apressar. — ele fez um esforço para olhar o espírito diretamente.
   
Thresh esticou o rosto em um sorriso. — Sua morte não é o que desejo.
+
{{Csi|Thresh}} esticou o rosto em um sorriso. — Sua morte não é o que desejo.
   
Deixou a porta de vidro de sua lanterna levemente entreaberta. Sons estranhos vinham de dentro dela, uma cacofonia de gritos.
+
Deixou a porta de vidro de sua {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} levemente entreaberta. Sons estranhos vinham de dentro dela, uma cacofonia de gritos.
   
O homem não reagiu, ao menos não a princípio. Foram tantos os gritos que emergiram que, misturados, pareciam estilhaços de vidro raspando uns contra os outros. Contudo, seus olhos se arregalaram de terror ao que reconheceu as vozes que saiam da lanterna de Thresh. Ouviu sua mãe, seu irmão, seu amigo e, por fim, o que mais temia ouvir: seus filhos, urrando como se estivessem queimando vivos.
+
O homem não reagiu, ao menos não a princípio. Foram tantos os gritos que emergiram que, misturados, pareciam estilhaços de vidro raspando uns contra os outros. Contudo, seus olhos se arregalaram de terror ao que reconheceu as vozes que saiam da {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} de {{Csi|Thresh}}. Ouviu sua mãe, seu irmão, seu amigo e, por fim, o que mais temia ouvir: seus filhos, urrando como se estivessem queimando vivos.
   
— O que você fez? — o homem gritou, tateando à própria volta em busca de algo (uma cadeira quebrada) para arremessar em Thresh com toda sua força. A cadeira atravessou seu espectro, fazendo com que risse com melancolia.
+
— O que você fez? — o homem gritou, tateando à própria volta em busca de algo (uma cadeira quebrada) para arremessar em {{Csi|Thresh}} com toda sua força. A cadeira atravessou seu espectro, fazendo com que risse com melancolia.
   
O homem correu em direção a Thresh com os olhos queimando de fúria. As correntes atacaram como se fossem serpentes. Os ganchos farpados atingiram o peito mortal, quebrando costelas e perfurando o coração. O homem caiu de joelhos; seu rosto retorcido de deliciosa agonia.
+
O homem correu em direção a {{Csi|Thresh}} com os olhos queimando de fúria. As correntes atacaram como se fossem serpentes. Os {{ai|Esfolar|Thresh|ganchos}} farpados atingiram o peito mortal, quebrando costelas e perfurando o coração. O homem caiu de joelhos; seu rosto retorcido de deliciosa agonia.
   
 
— Eu os abandonei para que ficassem em segurança... — chorou ele, com sangue empapando suas palavras.
 
— Eu os abandonei para que ficassem em segurança... — chorou ele, com sangue empapando suas palavras.
   
Thresh puxou as correntes com força. Por um momento, o homem não se moveu. Foi então que começou a remoção. Igual a um papel velho, o homem foi impiedosamente arrancado de si mesmo. Seu corpo convulsionou violentamente; sangue espirrou em todas as paredes.
+
{{Csi|Thresh}} puxou as correntes com força. Por um momento, o homem não se moveu. Foi então que começou a remoção. Igual a um papel velho, o homem foi impiedosamente arrancado de si mesmo. Seu corpo convulsionou violentamente; sangue espirrou em todas as paredes.
   
— Agora sim podemos começar... —- disse Thresh. Ele puxou a alma capturada, pulsando brilhantemente na ponta da corrente, e a prendeu dentro da lanterna. O corpo oco do homem caiu no chão ao que Thresh partia.
+
— Agora sim podemos começar... —- disse {{Csi|Thresh}}. Ele puxou a {{ai|Condenação|Thresh|alma}} capturada, pulsando brilhantemente na ponta da corrente, e a prendeu dentro da {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}}. O corpo oco do homem caiu no chão ao que {{Csi|Thresh}} partia.
   
Thresh seguiu a Névoa Negra que espiralava para longe da choupana, sua lanterna brilhante em uma das mãos. Os insetos retornaram ao se coral noturno e as estrelas voltaram a encher o firmamento, mas somente após Thresh e a névoa irem embora.
+
{{Csi|Thresh}} seguiu a Névoa Negra que espiralava para longe da choupana, sua {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} brilhante em uma das mãos. Os insetos retornaram ao se coral noturno e as estrelas voltaram a encher o firmamento, mas somente após {{Csi|Thresh}} e a névoa irem embora.
   
 
{{quote|"Existem poucas coisas tão revigorantes quanto dilacerar uma mente, pedacinho por pedacinho."''|'''Thresh'''}}
 
{{quote|"Existem poucas coisas tão revigorantes quanto dilacerar uma mente, pedacinho por pedacinho."''|'''Thresh'''}}
   
{{C-top}}
+
==Falas==
  +
;Seleção de Campeões
  +
*"Que deleite de agonia vamos infligir"
  +
;Atacando
  +
*"Contorça-se, como uma minhoca num anzol."
   
  +
*"Ninguém escapa."
   
  +
*Morte? Nada é simples assim.
   
</tabber>
+
*"Saia para brincar."
   
==Quotes==
+
*"Acaba quando eu disser."
;Upon selection
 
*{{sm2|Thresh Select.ogg|''"Que deleite de agonia vamos infligir?."''}}
 
   
;Attacking
+
*"Prenda-os!"
*{{sm2|Thresh.attack1.ogg|''"Writhe, like a worm on a hook."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack2.ogg|''"Ninguém escapa."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack3.ogg|''"Morte? Não é simples assim."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack4.ogg|''"Saia para brincar."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack5.ogg|''"It's over when I say."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack6.ogg|''"Prenda-os!"''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack7.ogg|''"Wretched mongrels get the leash."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack8.ogg|''"Any last words?"''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack9.ogg|''"Oh, yes! It's about to get much worse."''}}
 
*{{sm2|Thresh.attack10.ogg|''"Ninguém pode salva-los."''}}
 
   
;Movement
+
*"Cães sarnentos usam coleira."
*{{sm2|Thresh.move1.ogg|''"Ah! O doce som da miséria."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move2.ogg|''"Relaxe... E deixe acontecer."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move3.ogg|''"Eu, louco? Haha, quase isso."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move4.ogg|''"Hmm, whose mind shall we snap?"''}}
 
*{{sm2|Thresh.move5.ogg|''"Pobres almas perdidas."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move6.ogg|''"Ah, a eternidade que passaremos juntos"''}}
 
*{{sm2|Thresh.move7.ogg|''"A carne é uma prisão."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move8.ogg|''"Qual o valor de uma alma?"''}}
 
*{{sm2|Thresh.move9.ogg|''"Eu sou o monstro debaixo da cama."''}}
 
*{{sm2|Thresh.move10.ogg|''"O tormento vem em tantas maneiras diferentes."''}}
 
   
;Joke
+
*"Ultimas palavras?"
*{{sm2|Thresh.joke1.ogg|''"Gritar não lhe trará nada de bom, mas é música para os meus ouvidos."''}}
 
*{{sm2|Thresh.joke2.ogg|''"Existe a vida. Existe a morte. E então, existe a mim."''}}
 
   
;Taunt
+
*"Está prestes a piorar."
Thresh levanta sua {{ai|Dark Passage|Thresh|lantern}} e "bebe" as almas saindo pra fora dela.
 
*{{sm2|Thresh.taunt1.ogg|''"Já viu sua própria alma? Gostaria de vê-la?"''}}
 
* {{sm2|Thresh.taunt2.ogg|''"Você está caindo aos pedaços. O que faremos com os pedacinhos?"''}}
 
   
;Laugh
+
*"Ninguém pode salva-los"
*{{sm2|Thresh.laugh01.ogg|''Thresh ri.''}}
+
;Movimento
*{{sm2|Thresh.laugh02.ogg|''Thresh ri.''}}
+
*"Ah! O doce som da miséria."
*{{sm2|Thresh.laugh03.ogg|''Thresh ri.''}}
 
*{{sm2|Thresh.laugh04.ogg|''Thresh ri.''}}
 
   
;Upon using {{ai|Flay|Thresh}}
+
*"Relaxe... E deixe acontecer."
*{{sm2|Thresh.E1.ogg|''"Round we go!"''}}
 
*{{sm2|Thresh.E2.ogg|''"Por aqui!"''}}
 
   
;Upon using {{ai|The Box|Thresh}}
+
*"Eu, louco? Haha, quase isso."
*{{sm2|Thresh.ulti1.ogg|''"I own you."''}}
 
*{{sm2|Thresh.ulti2.ogg|''"Minha casa, minhas regras."''}}
 
*{{sm2|Thresh.ulti3.ogg|''"Trancando..."''}}
 
*{{sm2|Thresh.ulti4.ogg|''"Não há onde se esconder."''}}
 
   
;Upon landing {{ai|Death Sentence|Thresh}} on an enemy {{ci|Nautilus}}
+
*"Hmm... Qual dessas mentes perturbadas devemos quebrar?"
* {{sm2|Thresh.interaction1.ogg|''"Indo a algum lugar?''"}}
 
* {{sm2|Thresh.interaction2.ogg|''"Volte!!"''}}
 
* {{sm2|Thresh.interaction3.ogg|''"Gancho, linha e isca!"''}}
 
   
==Development==
+
*"Pobres {{ai|Condenação|Thresh|almas}} perdidas."
<gallery type="slideshow" position="center" widths="640" crop="false" hideaddbutton="true">
 
Thresh Concept.png|Thresh concept art
 
Thresh Championship concept.jpg|Championship Thresh concept art (by Riot Artist Brandon Liao)
 
Thresh SSW concept.jpg|SSW Thresh concept art (by Riot Artist [https://www.linkedin.com/pub/charles-liu/1b/918/104 Charles Liu])
 
</gallery>
 
   
==Previous Lore==
+
*"Ah, a eternidade que passaremos juntos."
<tabber>
 
Hide=
 
|-|
 
Old lore=
 
{{cbi|Thresh}} is a twisted reaper whose hungry chains ensnare the souls of the living. A moment's hesitation at the sight of his ghostly visage and there is no escape. He leaves in his wake hollow corpses, their souls ripped loose and trapped in the sickly green light of his lantern. The Chain Warden takes sadistic joy in tormenting his victims, both before and after their deaths. His grim task is never complete, and he stalks the land for ever more resolute spirits to unravel.
 
   
Thresh carves careful, deliberate paths through [[Valoran]]. He handpicks his targets individually, devoting his full attention to each soul in turn. He isolates and toys with them, gradually eroding their sanity with his twisted, maddening humor. Once Thresh takes an interest in a soul, he does not relent until he possesses it. He then drags those he captures back to the [[Shadow Isles]] for an unimaginably dreadful fate. This is his only purpose.
+
*"A carne é uma prisão."
   
Little is known about the Chain Warden's past, and many of the details live only in nursery rhymes and campfire tales. They tell of a sadistic jailer from centuries past who took great delight in torturing his wards. Patient and brutal, he used a variety of methods to break his victims' minds before their bodies succumbed to his grisly designs. Chains were the jailer's preferred instruments of terror. Their shrill scrape marked his dreadful approach and promised agony to those he visited. His dark reign went unchallenged until his prisoners escaped during a massive riot. They overwhelmed him, and without ceremony or remorse, hanged him from his own chains. Thus began the unlife of the horrible specter known as Thresh, or so the tales go.
+
*"Qual o valor de uma {{ai|Condenação|Thresh|alma}}?"
  +
*"Eu sou o monstro debaixo da cama."
   
Thresh now haunts the land, leaving an aftermath of horror and despair. However, there is a devious purpose behind his dark machinations, and the meager spirits of average men are insufficient. He seeks stronger souls. Only when he has broken the wills of Valoran's most resilient warriors will he finally have what he needs.
+
*"O tormento vem em tantas maneiras diferentes."
  +
;Piadas
  +
*"Gritar não lhe trará nada de bom, mas é música para os meus ouvidos."
   
{{quote|"There are few things as invigorating as taking a mind apart, piece by piece."|'''Thresh'''}}
+
*"Existe a vida. Existe a morte. E então, existe a mim."
</tabber>
+
;Provocar
  +
*{{Csi|Thresh}} levanta sua {{ai|Passagem Sombria|Thresh|Lanterna}} e "bebe" as {{ai|Condenação|Thresh|almas}} saindo pra fora dela.
  +
*"Já viu sua própria {{ai|Condenação|Thresh|alma}}? Gostaria de vê-la?"
   
==Patch History==
+
* <nowiki>''</nowiki>Você está caindo aos pedaços. O que faremos com os pedacinhos?"
{{scroll box|
+
;Risada
'''[[V6.2]]:'''
+
*{{Csi|Thresh}} ri
*{{ai|Damnation|Thresh}}
+
;Upon using {{ai|Esfolar|Thresh}}
**{{moi|Rift Herald}} now drops a {{ai|Damnation|Thresh|soul}}.
+
*"Round we go!"
   
'''[[V6.1]]:'''
+
*"Por aqui"
*{{ai|Damnation|Thresh}}
+
;Usando {{ai|A Caixa|Thresh}}
** Fixed a visual bug where, upon despawning, uncollected souls appeared to fly to Thresh instead of vanishing.
+
*"I own you"
   
'''[[V5.16]]:'''
+
*"Minha casa, minhas regras."
*Stats
 
** Health growth increased to 93 from 89.
 
   
'''[[V5.15]]:'''
+
*"Trancando"
*{{ai|Damnation|Thresh}}
 
**{{moi|Rift Scuttler}} now has a soul.
 
   
'''[[V5.13]]:'''
+
*"Não há onde se esconder"
*{{ai|Damnation|Thresh}}
+
;Acertando {{ai|Sentença|Thresh}} num {{ci|Nautilus}} inimigo
**Fixed a bug where souls would visually fly to Thresh from extreme distances. ''This never affected gameplay.''
+
* "Indo à algum lugar?"
**Fixed a bug where {{ci|Rift Scuttler}} didn't have a soul.
 
*{{ai|Dark Passage|Thresh}}
 
**{{sbc|New Effect:}} The lantern will wait for Thresh to land from '''Death Leap''' before returning to him, even if he exceeds maximum range.
 
   
'''[[V4.14]]:'''
+
* "Volte!"
* {{ai|Flay|Thresh}}
 
** Fixed a bug where it would sometimes not move enemies.
 
 
'''[[V4.13]]:'''
 
* {{ai|Dark Passage|Thresh}}
 
** Now only shields the first ally to be near the Lantern in addition to Thresh.
 
* {{ai|Flay|Thresh}}
 
** Fixed a tooltip bug that listed Flay's slow duration as 1.5 seconds instead of 1 second.
 
* {{ai|The Box|Thresh}}
 
** No longer deals additional damage to opponents that break extra walls beyond the first.
 
 
'''[[V4.11]]:'''
 
* General
 
** Hitbox size increased to 65 units around from 50 to match average hitbox size.
 
 
'''[[V4.10]]:'''
 
* {{ai|Flay|Thresh}}
 
** Bugfix: Now properly displays the correct buff icon
 
 
'''[[V4.7]]:''' Crystal Scar only
 
* {{ai|Damnation|Thresh}}
 
** Each soul is now worth 2 stacks of Damnation.
 
 
'''[[V4.5]]:'''
 
* Stats
 
** Base armor increased to 16 from 12.
 
 
'''[[V4.4]]:''' Crystal Scar only
 
* {{ai|Damnation|Thresh}}
 
** Each soul is now worth 4 stacks of Damnation.
 
* {{ai|The Box|Thresh}}
 
** Cooldown reduced to {{ap|120|110|100}} seconds from {{ap|150|140|130}}.
 
 
'''[[V4.4]]:'''
 
* {{ai|Damnation|Thresh}}
 
** Soul lifespan reduced to 8 seconds from 14.
 
 
'''[[V4.2]]:'''
 
* Stats
 
** Attack range reduced to 450 from 475.
 
 
'''[[V4.1]]:'''
 
* {{ai|Dark Passage|Thresh}}
 
** Now shows indicator particles to nearby allies to indicate that it is a clickable object.
 
** Lantern now provides a small area of impassible terrain
 
* {{ai|The Box|Thresh}}
 
** Arm time increased to {{fd|0.75}} seconds from {{fd|0.5}} seconds.
 
 
'''[[V3.13]]:'''
 
* General
 
** Basic attack wind up is reduced by {{fd|0.25%}} per 1% attack speed, rather than the standard 1%.
 
* Stats
 
** Attack speed per level increased to 3% from 1%.
 
 
'''[[V3.12]]:'''
 
* {{ai|Death Sentence|Thresh}}
 
** Cooldown increased to {{ap|20|18|16|14|12}} seconds from {{ap|18|16.5|15|13.5|12}}.
 
** Cooldown now reduced by 3 seconds if Death Sentence strikes an enemy.
 
* {{ai|Flay|Thresh}}
 
** Passive basic attack "wind up" damage now only grows when Thresh's basic attack cooldown completes.
 
 
'''[[V3.10]]:'''
 
* Stats
 
** Base health reduced to 441 from 452.
 
** Base armor reduced to 12 from 18.
 
* {{ai|Damnation|Thresh}}
 
** Souls now always grant {{fd|0.75}} armor and ability power instead of starting at 1 and granting diminishing returns per soul collected.
 
 
'''[[V3.8]]:'''
 
* {{ai|Death Sentence|Thresh}}
 
** Fixed a bug where Thresh could cast {{si|Flash}} while casting Death Sentence.
 
 
'''[[V3.6]]:'''
 
* {{ai|Death Sentence|Thresh}}
 
** Damage increased to {{ap|80|120|160|200|240}} from {{ap|80|110|140|170|200}}.
 
** Passive moved to Flay.
 
* {{ai|Flay|Thresh}}
 
** Damage reduced to {{ap|65|95|125|155|185}} from {{ap|65|105|145|185|225}}.
 
** Now has Death Sentence's previous passive (bonus damage on basic attacks).
 
** Fixed a bug that caused the passive's damage to be consumed when attacking wards.
 
** Fixed a bug where Flay sometimes dealt more damage than intended.
 
 
'''[[V1.0.0.154]]:''' Added January 23rd
 
* {{ai|Damnation|Thresh}} (Innate)
 
** When Thresh stalks the Fields of Justice, minions, monsters and opposing champions occasionally manifest their essence as souls after they die. Gather the souls of fallen foes to power up Thresh’s Armor and Ability Power. Thresh gains no Armor per level normally.
 
* {{ai|Death Sentence|Thresh}} (Q)
 
** (Passive): Thresh winds up his attacks, dealing more damage the longer he waits between strikes.
 
** (Active): Thresh throws his scythe forward, dragging the first enemy struck a fixed distance toward him. Activate Death Sentence again to hurtle towards the bound unit.
 
* {{ai|Dark Passage|Thresh}} (W)
 
** Thresh hurls his lantern towards a target location. Nearby allies gain a shield while inside the lantern’s area of effect. Teammates who click the lantern will be pulled to Thresh.
 
* {{ai|Flay|Thresh}} (E)
 
** Thresh sweeps his chain, knocking all enemies in the direction of the blow.
 
* {{ai|The Box|Thresh}} (Ultimate)
 
** Thresh creates a prison of walls around him that slow and damage enemies that cross through.
 
}}
 
 
{{C-bot}}
 
   
  +
* "Anzol, linha, e isca!"
 
[[cs:Thresh/Příběh]]
 
[[cs:Thresh/Příběh]]
 
[[de:Thresh/Background]]
 
[[de:Thresh/Background]]
Linha 137: Linha 140:
 
[[pl:Thresh/historia]]
 
[[pl:Thresh/historia]]
 
[[ru:Thresh/Background]]
 
[[ru:Thresh/Background]]
[[sk:Thresh/Background]]
+
[[sk:Thresh/Background]]<!--Favor desenvolver o artigo acima desta linha-->
 
 
 
 
<!--Favor desenvolver o artigo acima desta linha-->
 
{{C-bot}}
 

Edição das 00h41min de 16 de Abril de 2016

Campeão História e Desenvolvimento Estratégia Skins e Curiosidades


História

Thresh Render

"A mente é algo maravilhoso de se destruir."

Sádico e astuto, ThreshSquare.png Thresh é um espírito incansável que orgulha-se de atormentar os mortais e de quebrá-los de maneira lenta e excruciante. Suas vítimas sofrem muito além do ponto da morte, pois ThreshSquare.png Thresh desfere agonia em suas Condenação.jpg almas, aprisionando-os em sua Passagem Sombria.jpg Lanterna para torturá-los pela eternidade.

Em uma era em que sua história quase havia sido esquecida, o homem que futuramente seria conhecido por ThreshSquare.png Thresh foi outrora um membro de uma ordem devota a acumular e proteger o conhecimento. Os mestres dessa ordem lhe incumbiram de proteger um cofre subterrâneo repleto de artefatos mágicos perigosos e corrompidos. ThreshSquare.png Thresh era muito metódico e de fibra moral muito firme, sendo a pessoa perfeita para tal trabalho.

O cofre que protegeu estava profundamente enterrado sob a cidadela ao centro de uma cadeia de ilhas, protegido por sigilos rúnicos, trancas arcanas e potentes sentinelas. O longo período que ThreshSquare.png Thresh passou na presença da magia negra começou a afetá-lo, pois a magia buscava emergir a sua malícia interior. Por anos as relíquias buscavam por suas inseguranças, provocando-o com seus próprios medos e alimentando-se de sua amargura.

O rancor de ThreshSquare.png Thresh surgiu através de atos libertinos de crueldade ao que seu talento por explorar vulnerabilidades havia florescido. Ele lentamente arrancou páginas de um livro vivo, prendendo-as de volta quando dele já não emanava mais energia. Ele arranhou o vidro de um espelho preso à memória de um antigo mago até tornar-se opaco, prendendo o homem na escuridão, simplesmente para poli-lo e repetir o ato. Exatamente como um segredo que pede para ser contado, um feitiço nada mais quer do que ser conjurado, e ThreshSquare.png Thresh negava isso dia após dia. Ele iniciava o recital de um encantamento, deixando as palavras tamborilando em sua língua, hesitando exatamente antes da última sílaba.

Tornou-se incrivelmente habilidoso em cobrir toda a evidência de sua crueldade, tal qual ninguém na ordem suspeitava de que era qualquer coisa além de um guarda disciplinado. O cofre cresceu de tal maneira que ninguém conhecia seu conteúdo tão bem quanto ThreshSquare.png Thresh; os artefatos menos importantes desapareceram das lembranças da ordem, assim como o próprio vigia.

Ele ficou ofendido quando soube que teria que esconder seu trabalho meticuloso. Tudo sob sua guarda era mau ou corrompido de alguma maneira — por que ele não poderia ter a liberdade de agir como quisesse?


O cofre guardava muitos artefatos mágicos peculiares, mas nenhuma pessoa, até o dia que um homem acorrentado foi arrastado até as catacumbas subterrâneas. Era um bruxo que havia infundido o próprio corpo com feitiçaria bruta, recebendo o poder de regenerar a própria carne, não importa o quão profundo fossem os ferimentos.

ThreshSquare.png Thresh estava impressionado com a situação — um ser que podia sentir cada detalhe do sofrimento humano, mas não morria; algo com o que ele poderia brincar e atormentar por anos a fio. Ele começou separando metodicamente a pele do bruxo de sua carne com um Esfolar.jpg gancho; usava suas correntes para golpear e abrir cada vez mais a ferida aberta até que curasse. Chegou a vestir as correntes conforme patrulhava o cofre, divertindo-se com o medo que o bruxo tinha do som distante de sua aproximação.

Com cada vez mais o que fazer no cofre, ThreshSquare.png Thresh ficou ainda mais distante da ordem acima. Ele passou a levar suas refeições para sua câmara subterrânea, comendo com a iluminação de nada mais que uma única Passagem Sombria.jpg Lanterna, raramente voltando para a superfície. Por evitar a luz do sol, sua pele desenvolveu uma compleição pálida e sue rosto ficou descarnado e oco. Membros da ordem o evitavam e, nem mesmo quando uma série de misteriosos desaparecimentos castigaram a ordem, pensaram em investigar seu esconderijo.

Quando o desastre conhecido como Ruína aconteceu, ondas de choque mágicas clamaram pelas vidas de todos que viviam nas ilhas e a deixaram num estado de desmorte. Embora muitos berravam de agonia, ThreshSquare.png Thresh enxergava em tudo um deleite. Ele surgiu desse cataclisma como uma abominação espectral, mas, ao contrário de muitos que passaram para o mundo das sombras, ThreshSquare.png Thresh não perdeu sua identidade. Em vez disso, sua inclinação pela tortura cruel e capacidade de discernir fraquezas somente aumentou.

Lhe agradava a chance de continuar sua crueldade sem medo de represálias, alheio aos limites da mortalidade. Em forma de espectro, o tormento de ThreshSquare.png Thresh para vivos e mortos não teria fim, deleitando-se no desespero alheio antes de tomar suas Condenação.jpg almas para uma eternidade de sofrimento.

ThreshSquare.png Thresh agora busca somente vítimas específicas: as mais inteligentes, resilientes e com forte determinação. Sua maior alegria vem de atormentar suas vítimas até que percam qualquer fagulha de esperança, pouco antes de enfrentar o golpe inevitável de suas correntes.


== A COLEÇÃO ==


O som de metal se raspando entre si ecoou pelos campos. Do lado de fora, uma névoa anormal cobria totalmente a lua e as estrelas, além de anuviar o som dos insetos.

ThreshSquare.png Thresh aproximou-se de uma choupana em ruínas. Levantou a Passagem Sombria.jpg Lanterna, não para ver seus arredores, mas sim para observar dentro do vidro. O interior da Passagem Sombria.jpg Lanterna lembrava um firmamento estrelado com seus milhares de pequenos orbes verdes e brilhantes. Agitados, eles tentavam evitar o olhar de ThreshSquare.png Thresh. Sua boca retorceu-se em um sorriso grotesco; os dentes refletiam o brilho. Cada uma das luzes lhe era preciosa.

Detrás da porta, um homem choramingava. ThreshSquare.png Thresh sentiu sua dor e por ela foi atraído. Ele conhecia o sofrimento do homem como se fosse um velho amigo.

ThreshSquare.png Thresh havia aparecido para esse homem somente uma vez, mas desde então o espectro havia levado todos os seus entes queridos: desde seu cavalo preferido até sua mãe, irmão e, recentemente, um servente que havia se tornado um confidente muito próximo. O espectro sequer quis fingir mortes naturais; ele quis que o homem soubesse quem havia causado cada perda.

Passou através da porta, fazendo ruído com as correntes que arrastava atrás dele. As paredes estavam úmidas e incrustadas com muitos anos de sujeira. A aparência do homem era ainda pior: seu cabelo era longo e sem brilho, sua pele coberta de feridas. Ele vestia o que outrora foram finas roupas de veludo, mas agora não passavam de trapos rasgados e puídos.

O homem se encolheu frente o repentino brilho verde, cobrindo os olhos. Tremia violentamente, rastejando até um dos cantos.

— Por favor... Você não, por favor... — ele sussurrava.

— Muito tempo atrás, eu havia clamado você como meu. — a voz de ThreshSquare.png Thresh estalava e falhava, como se não houvesse falado por uma era — Chega a hora de eu coletar...

— Estou morrendo. — interrompeu o homem, praticamente inaudível — Se está aqui para me matar, é melhor se apressar. — ele fez um esforço para olhar o espírito diretamente.

ThreshSquare.png Thresh esticou o rosto em um sorriso. — Sua morte não é o que desejo.

Deixou a porta de vidro de sua Passagem Sombria.jpg Lanterna levemente entreaberta. Sons estranhos vinham de dentro dela, uma cacofonia de gritos.

O homem não reagiu, ao menos não a princípio. Foram tantos os gritos que emergiram que, misturados, pareciam estilhaços de vidro raspando uns contra os outros. Contudo, seus olhos se arregalaram de terror ao que reconheceu as vozes que saiam da Passagem Sombria.jpg Lanterna de ThreshSquare.png Thresh. Ouviu sua mãe, seu irmão, seu amigo e, por fim, o que mais temia ouvir: seus filhos, urrando como se estivessem queimando vivos.

— O que você fez? — o homem gritou, tateando à própria volta em busca de algo (uma cadeira quebrada) para arremessar em ThreshSquare.png Thresh com toda sua força. A cadeira atravessou seu espectro, fazendo com que risse com melancolia.

O homem correu em direção a ThreshSquare.png Thresh com os olhos queimando de fúria. As correntes atacaram como se fossem serpentes. Os Esfolar.jpg ganchos farpados atingiram o peito mortal, quebrando costelas e perfurando o coração. O homem caiu de joelhos; seu rosto retorcido de deliciosa agonia.

— Eu os abandonei para que ficassem em segurança... — chorou ele, com sangue empapando suas palavras.

ThreshSquare.png Thresh puxou as correntes com força. Por um momento, o homem não se moveu. Foi então que começou a remoção. Igual a um papel velho, o homem foi impiedosamente arrancado de si mesmo. Seu corpo convulsionou violentamente; sangue espirrou em todas as paredes.

— Agora sim podemos começar... —- disse ThreshSquare.png Thresh. Ele puxou a Condenação.jpg alma capturada, pulsando brilhantemente na ponta da corrente, e a prendeu dentro da Passagem Sombria.jpg Lanterna. O corpo oco do homem caiu no chão ao que ThreshSquare.png Thresh partia.

ThreshSquare.png Thresh seguiu a Névoa Negra que espiralava para longe da choupana, sua Passagem Sombria.jpg Lanterna brilhante em uma das mãos. Os insetos retornaram ao se coral noturno e as estrelas voltaram a encher o firmamento, mas somente após ThreshSquare.png Thresh e a névoa irem embora.

"Existem poucas coisas tão revigorantes quanto dilacerar uma mente, pedacinho por pedacinho."
Thresh

Falas

Seleção de Campeões
  • "Que deleite de agonia vamos infligir"
Atacando
  • "Contorça-se, como uma minhoca num anzol."
  • "Ninguém escapa."
  • Morte? Nada é simples assim.
  • "Saia para brincar."
  • "Acaba quando eu disser."
  • "Prenda-os!"
  • "Cães sarnentos usam coleira."
  • "Ultimas palavras?"
  • "Está prestes a piorar."
  • "Ninguém pode salva-los"
Movimento
  • "Ah! O doce som da miséria."
  • "Relaxe... E deixe acontecer."
  • "Eu, louco? Haha, quase isso."
  • "Hmm... Qual dessas mentes perturbadas devemos quebrar?"
  • "Pobres Condenação.jpg almas perdidas."
  • "Ah, a eternidade que passaremos juntos."
  • "A carne é uma prisão."
  • "Qual o valor de uma Condenação.jpg alma?"
  • "Eu sou o monstro debaixo da cama."
  • "O tormento vem em tantas maneiras diferentes."
Piadas
  • "Gritar não lhe trará nada de bom, mas é música para os meus ouvidos."
  • "Existe a vida. Existe a morte. E então, existe a mim."
Provocar
  • ThreshSquare.png Thresh levanta sua Passagem Sombria.jpg Lanterna e "bebe" as Condenação.jpg almas saindo pra fora dela.
  • "Já viu sua própria Condenação.jpg alma? Gostaria de vê-la?"
  • ''Você está caindo aos pedaços. O que faremos com os pedacinhos?"
Risada
Upon using Esfolar.jpg Esfolar
  • "Round we go!"
  • "Por aqui"
Usando A Caixa.jpg A Caixa
  • "I own you"
  • "Minha casa, minhas regras."
  • "Trancando"
  • "Não há onde se esconder"
Acertando Sentença.jpg Sentença num Nautilus Nautilus inimigo
  • "Indo à algum lugar?"
  • "Volte!"
  • "Anzol, linha, e isca!"
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.