Wiki League of Legends
Advertisement

Rakan

O Encantador

Esbanjando charme e vivacidade, Rakan é um conhecido encrenqueiro vastayês e o melhor dançarino-lutador que a tribo Lhotlan já viu. Para os humanos das terras montanhosas de Ionia, seu nome sempre foi sinônimo de festivais animados, festas incontroláveis e música anárquica. Poucos suspeitariam que esse artista enérgico e nômade tem uma parceira rebelde chamada Xayah e é totalmente dedicado a sua causa.

Nas divisas ancestrais e místicas das florestas de Iônia, vive o último dos vastaya da tribo Lhotlan. É um lugar onde a magia é respirada como o próprio ar, e o tempo tem pouco significado. Para essas criaturas quiméricas, os reinos dos mortais se tornaram um deserto implacável, praticamente isento de magia. Poucos se afastam de suas terras cada vez mais reduzidas, mas Rakan escolheu um caminho mais arriscado. Ele trilha um caminho limite entre as correntes mágicas do mundo, como explorador, mensageiro e colecionador de músicas para sua tribo.

Um tratante divertido, um artista bem-vindo em qualquer taverna ou parque de diversões, Rakan estava satisfeito com as simples aventuras da vida na estrada... até que, por acaso, conheceu Xayah no festival da colheita de Vlonqo.

Ao vê-la na multidão, Rakan cantou uma de suas canções antigas, deixando toda a cidade em transe com sua plumagem reluzente. Embora muitas vastayesas e humanas já tenham se apaixonado por ele, esta corva violeta parecia imune aos seus encantos, mas não de todo desinteressada. Como ela podia vê-lo e não segui-lo? Esta era uma charada sem resposta fácil.

Intrigado, o bailarino-lutador decidiu que acompanharia Xayah em suas viagens. Ele ficou fascinado pela forma como ela interagia com o mundo. Ela parecia estar sempre preparada, reservada e focada, enquanto ele era desinformado, afável e fútil; mas em situações perigosas, eles lutavam juntos com excepcional sintonia. Em pouco tempo, a dupla tornou-se inseparável.

Depois de meses de namoro, Rakan começou a ver o mundo pelos olhos de Xayah. Inspirado pela peculiar motivação da parceira, ele juntou-se a sua cruzada para retomar o poder vastaya, e recuperar tudo que seu povo havia perdido.

Com Xayah, ele tinha encontrado um propósito, e estava apaixonado.

Advertisement